Bíblia Sagrada Online

A Bíblia Sagrada Online é uma coleção de textos religiosos de valor sagrado para o cristianismo, em que se narram interpretações religiosas do motivo da existência do homem na Terra. É considerada pelos cristãos como divinamente inspirada, tratando-se de importante documento doutrinário.

É o livro mais vendido de todos os tempos com mais de seis bilhões de cópias em todo o mundo, uma quantidade sete vezes maior que o número de cópias do 2º colocado da lista dos livros mais vendidos, O Livro Vermelho.

Quando a Bíblia foi escrita e quem a escreveu?

A coleção de livros que formam a Bíblia foi escrita por diversos autores num espaço de tempo que compreende entre 1.500 e 2.000 anos. Provavelmente os primeiros livros que foram escritos datam de aproximadamente 3.500 anos atrás. Já os últimos, foram escritos há cerca de 2.000 anos.

No entanto, a história registrada na Bíblia abrange um período muito maior. Ela recua à data mais remota possível, visto que ela narra a própria criação do mundo.

O significado da palavra “Bíblia”

A palavra Bíblia significa “livro”, e tem origem grega. É interessante notar que da forma com que esse termo é aplicado, ele transmite um sentido muito especial. Ele indica que entre milhões de livros existentes, apenas um tem importância e autoridade suficiente para ser chamado simplesmente de “O Livro”.

Antes de o termo “Bíblia” ser amplamente utilizado, essa coleção de livros era chamada mais frequentemente de “As Sagradas Escrituras”.

Interpretação

Segundo o jornalista David Plotz, da revista eletrônica Slate, até um século atrás, a maioria dos estadunidenses bem instruídos conheciam a Bíblia a fundo. Ele também afirma que atualmente, o desconhecimento bíblico é praticamente total entre pessoas não-religiosas. Ainda segundo Plotz, mesmo entre os fiéis, a leitura da Bíblia é irregular: a Igreja Católica inclui somente uma pequena parcela do Antigo Testamento nas leituras oficiais; os judeus estudam bastante os cinco primeiros livros da Bíblia, mas não se importam muito com o restante; os judeus ortodoxos normalmente passam mais tempo lendo o Talmude ou outra coisa que a Bíblia em si; muitos protestantes e/ou evangélicos leem a Bíblia frequentemente, mas geralmente dão mais ênfase ao Novo Testamento.

A inacessibilidade da Bíblia Sagrada entre a Antiguidade e a Idade Média resultou na criação de diversas narrativas sobre os personagens bíblicos, criando acréscimos e distorções. A Igreja Católica não permitia que seus fiéis possuíssem exemplares da Bíblia, alegando que estes não teriam nunca a capacidade necessária para interpretá-la, devido à sua complexidade. Assim, afirmava que a responsabilidade de ensinar as orientações de Deus era exclusivamente sua.